Nova pagina 1

Witzel acusa Bolsonaro por ataques a governadores e se retira da CPI

Ex-governador afirmou que é perseguido e usou sessão para se defender de acusações.


Resumo

Vídeos

VÍDEO: ‘Leviano é o senhor que foi cassado’, diz Jorginho Mello a Witzel durante bate-boca

VÍDEO: 'Leviano é o senhor que foi cassado', diz Jorginho Mello a Witzel durante bate-boca

VÍDEO: Witzel pede para se retirar, e sessão da CPI da Covid é encerrada

VÍDEO: Witzel pede para se retirar, e sessão da CPI da Covid é encerrada

VÍDEO: Witzel diz à CPI da Covid que milícia está atrás da máfia da saúde no RJ: ‘Corro risco de vida’

VÍDEO: Witzel diz à CPI da Covid que milícia está atrás da máfia da saúde no RJ: 'Corro risco de vida'

VÍDEO: Witzel diz que não se sente intimidado com presença de Flávio Bolsonaro na CPI

VÍDEO: Witzel diz que não se sente intimidado com presença de Flávio Bolsonaro na CPI

VÍDEO: Bolsonaro ‘deixou os governadores à mercê da desgraça que viria’, diz Witzel à CPI

VÍDEO: Bolsonaro 'deixou os governadores à mercê da desgraça que viria', diz Witzel à CPI

VÍDEO: ‘A narrativa construída pelo governo federal foi para colocar os governadores numa situação de fragilidade’, diz Witzel

VÍDEO: 'A narrativa construída pelo governo federal foi para colocar os governadores numa situação de fragilidade', diz Witzel

VÍDEO: ‘Nós não estamos vivendo um filme, isso não é ficção’, diz Omar Aziz sobre pandemia

VÍDEO: 'Nós não estamos vivendo um filme, isso não é ficção', diz Omar Aziz sobre pandemia

VÍDEO: Senadores aprovam quebra de sigilo telefônico e telemático de Carlos Wizard e Francisco Emerson Maximiano

VÍDEO: Senadores aprovam quebra de sigilo telefônico e telemático de Carlos Wizard e Francisco Emerson Maximiano

VÍDEO: Senadores aprovam quebra de sigilo de documentos enviados pelo Itamaraty, Ministério da Saúde e Fiocruz

VÍDEO: Senadores aprovam quebra de sigilo de documentos enviados pelo Itamaraty, Ministério da Saúde e Fiocruz

Destaques

Wilson Witzel: destaques do depoimento

Marcelo Queiroga: segundo depoimento

Luana Araújo: destaques do depoimento

Nise Yamaguchi: destaques do depoimento

Dimas Covas: destaques do depoimento

Últimas atualizações

Depois de deixar a comissão, Wilson Witzel afirmou em conversa com a imprensa que decidiu encerrar depoimento ao ver que a sessão viraria, em suas palavras, uma sessão de xingamentos.

Pouco antes de comunicar a comissão sobre a sua saída, o ex-governador bateu boca com o senador Jorginho Mello (PL-SC) sobre seu processo de impeachment (assista ao vídeo abaixo) e foi chamado de leviano.

VÍDEO: ‘Leviano é o senhor que foi cassado’, diz Jorginho Mello a Witzel durante bate-boca

Segundo informações da GloboNews, Wilson Witzel deve fazer uma reunião fechada com os integrantes da CPI, mas ainda não há uma data marcada.

Witzel comunica à comissão o desejo de se retirar. Ele deixa a CPI.

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, encerra a sessão.

VÍDEO: Witzel pede para se retirar, e sessão da CPI da Covid é encerrada

DESTAQUE

Wilson Witzel: destaques do depoimento

  • Postura de Bolsonaro: presidente ‘deixou os governadores à mercê da desgraça que viria’, diz Witzel. Saiba mais
  • Auxílio emergencial: Witzel diz que demora na liberação dificultou combate à pandemia. Saiba mais
  • Risco de vida: ex-governador diz à CPI que milícia está por trás da máfia da saúde e que teme por sua vida. Saiba mais
  • Bate-boca: Witzel discutiu com Flávio Bolsonaro, chamando-o de mimado; para alguns senadores, houve tentativa de intimidação por parte do senador. Saiba mais

Randolfe Rodrigues afirmou que solicitará o depoimento em reservado de Witzel à CPI.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais cedo, o ex-governador afirmou que ele e sua família correm risco de vida e que seu impeachment foi financiado por uma máfia na área de saúde: “Eu tenho certeza de que tem miliciano envolvido por trás disso, eu corro risco de vida”.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), chama a atenção de senadores sem máscara na sessão e ressalta a importância do item na prevenção à Covid-19.

O advogado de Witzel fez um pedido pela retirada de deputados da CPI. O pedido foi indeferido pelo presidente da comissão.

Na sequência, senadores questionam se o ex-governador se sente intimidado com a presença de algum parlamentar.

Witzel responde que não e é interrompido pelo senador Flávio Bolsonaro. Os dois batem boca. Veja abaixo:

Faça o primeiro comentário a "Witzel acusa Bolsonaro por ataques a governadores e se retira da CPI"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*