Nova pagina 1

Justiça Federal determina retenção do passaporte de Carlos Wizard após retorno dele ao Brasil

 

 

A Justiça Federal em Campinas (SP) autorizou na tarde desta sexta-feira (18) a retenção do passaporte do empresário Carlos Wizard, que deveria depor à CPI da Pandemia na última quinta (17), mas não compareceu ao Senado Federal. A entrega deve ser feita assim que ele voltar ao Brasil.

A decisão foi da 1ª Vara Federal de Campinas, após a Polícia Federal fazer buscas na casa e no escritório do empresário e não encontrá-lo.

“Após as informações da Delegacia de Policia Federal em Campinas, verificou-se que o Senhor Carlos Wizard encontra-se fora do Brasil. Assim, em acatamento à segunda parte da ordem, determino à Polícia Federal que cumpra o último parágrafo do ofício 1560/2021 CPI PANDEMIA, ou seja, proceda a retenção do passaporte de CARLOS ROBERTO WIZARD MARTINS imediatamente após o seu ingresso em território nacional”, afirmou o juiz federal.

Em consulta no sistema de migrações, a PF diz ter confirmado a informação de que Wizard saiu do país em 30 de março.

Wizard é apontado como um dos supostos integrantes do “gabinete paralelo” que aconselhava Jair Bolsonaro a defender medidas ineficazes no combate à pandemia. O empresário chegou a pedir para ser ouvido de forma remota, mas a CPI rejeitou essa possibilidade.

Nesta sexta, o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), transformou em investigados Wizard e outras 13 pessoas.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2021/06/18/justica-federal-determina-retencao-do-passaporte-de-carlos-wizard-apos-retorno-dele-ao-brasil.ghtml

Faça o primeiro comentário a "Justiça Federal determina retenção do passaporte de Carlos Wizard após retorno dele ao Brasil"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*