Nova pagina 1

Como proceder se você fez um Pix errado?

Meta-descrição: O que fazer quando você percebe que fez um Pix errado? Entenda aqui em quais momentos isso pode acontecer e o que é preciso fazer para evitar o problema!

Certamente, o Pix mudou a forma como a maioria das pessoas transfere dinheiro e faz pagamentos hoje em dia. Inclusive, a adesão ao sistema do Banco Central se destacou pelo grande alcance em pouquíssimo tempo, superando os tradicionais TED e DOC, por exemplo.

Por outro lado, existem alguns assuntos sobre o Pix que nem todos os usuários conhecem com tantos detalhes, como o procedimento para lidar com transferências que saíram erradas. Acompanhe a seguir o que pode ser feito.

Motivos para um Pix dar errado e soluções possíveis

De acordo com as instituições financeiras, um Pix pode sair incorretamente em dois tipos de situação:

  • O Pix errado foi resultado de uma fraude;
  • O Pix errado foi resultado de uma falha do pagador.

Para cada caso, os bancos e fintechs tem um processo diferente para lidar.

Pix errado por Fraude

Em um caso de fraude, é necessário entrar em contato com o seu banco e informa-lo sobre o que ocorreu. Sendo assim, a reunião do máximo de provas possíveis é muito importante para confirmar que de fato se trata de uma situação de fraude. Inclusive, a apresentação de um Boletim de Ocorrência reforça a gravidade do problema e ajuda nessa etapa.

Depois disso, cada banco segue com o processo interno para tratar do caso. Ainda assim, vale dizer que a chance de recuperação não é uma certeza, já que o criminoso pode fazer o saque logo em seguida.

Por isso, ter precaução e tomar todo o cuidado para não tomar possíveis golpes é essencial para que um Pix errado do tipo possa acontecer.

Pix errado por falha do pagador

Se a origem do Pix errado for apenas por um erro da pessoa que efetuou o pagamento, há duas possibilidades.

Caso se trate apenas do valor errado para uma pessoa conhecida, a solução é simples: basta entrar em contato com ela e pedir para devolver a diferença. Inclusive, os apps dos bancos já possuem um mecanismo de devolução total ou parcial dos pagamentos.

Se o valor teve como destino uma pessoa desconhecida, a situação é mais complicada. Nesse caso, é preciso contar com a sorte de que a pessoa que recebeu tenha o bom senso de devolver o valor voluntariamente. Ou então, você pode entrar em contato com o seu banco, mas a chance de algum resultado favorável é difícil. Por isso, revisar os dados antes de confirmar a transação é uma atitude essencial.

Estornar um Pix errado: como fazer?

Mesmo que cada banco ou fintech tenha a sua própria forma de organizar o app, a ferramenta de estorno é um padrão para todos. Na verdade, o Banco Central determinou que essa função deve ser obrigatória.

Por, em uma situação onde você tenha recebido um Pix errado, faça o seguinte:

  • Abra o aplicativo de seu banco e siga para a área referente ao Pix;
  • Busque pelas movimentações feitas através do Pix e clique na transação que foi incorreta;
  • Além dos detalhes da transação, você verá um botão para devolução do valor para o pagador, clique nele;
  • Informe o valor desejado e confirme a transação.
  • Pronto, o Pix foi estornado.

Mecanismo Especial de Devolução do Pix

Embora as atuais soluções para um Pix Errado sejam restritas, há novidades vindo por aí. De acordo com o Banco Central, está previsto para novembro deste ano o lançamento do Mecanismo Especial de Devolução. Em resumo, o novo mecanismo pretende criar uma padronização para a forma como os bancos devem lidar com esse tipo de demanda.

Mas enquanto a novidade não fica disponível, o mais recomendado é reforçar o cuidado e atenção para evitar esses problemas, seja por um Golpe do Pix, seja por falha humana.

Autoria:

Victor Rodrigues
Redator no Guia do Investidor e formado em Economia pela PUC SP.

Faça o primeiro comentário a "Como proceder se você fez um Pix errado?"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*