Nova pagina 1

Parlamento do Irã classifica comando militar dos EUA como terroristas

Por Associated Press

Parlamento do Irã durante sessão no dia 7 de janeiro de 2020 — Foto: Vahid Salemi/AP

Parlamento do Irã durante sessão no dia 7 de janeiro de 2020 — Foto: Vahid Salemi/AP

O parlamento do Irã aprovou nesta terça-feira (7) uma medida urgente que declara que o comando militar dos Estados Unidos, conhecido como Pentágono, e os que agem por ordens desse são terroristas e sujeitos a sanções iranianas.

“Todos aqueles que ordenaram e os que executaram esse crime (a morte do general Qassem Soleimani) que estão com o Pentágono e seus militares são considerados terroristas”, afirmou Ali Larijani, líder do parlamento.

Irã classifica todos os militares americanos como terroristas

Irã classifica todos os militares americanos como terroristas

Os parlamentares cantaram “morte à América” e “sem comprometimento, sem rendição, vingança, vingança” durante a sessão.

A medida, aparentemente, é uma resposta a um decreto de abril de 2019 Donald Trump que determinou que a Guarda Revolucionária do Irã é uma organização terrorista.

O Departamento de Defesa dos EUA usou a designação para justificar o ataque que matou Soleimani, um herói nacional para os iranianos pelo seu trabalho com as Forças Quds, um braço da Guarda Revolucionária.

O parlamento iraniano usou um procedimento específico para que a medida se torne lei rapidamente. A decisão foi tomada no momento em que autoridades do país promete retaliar a morte de Soleimani.

Na sessão, os parlamentares também aprovaram aumentar o orçamento das Forças Quds em 200 milhões de euros (cerca de R$ 908 milhões).

Faça o primeiro comentário a "Parlamento do Irã classifica comando militar dos EUA como terroristas"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*