Nova pagina 1

Boquinha nervosa: Funcionário da prefeitura de Salgueiro, recebe como pessoa física e jurídica, o que é incompatível com a lei

O funcionário da secretaria de educação da prefeitura de Salgueiro, motorista Marcio José de Souza é contratado como pessoa física pela prefeitura, ao mesmo tempo possui uma empresa, que venceu uma licitação de R$ 59 mil reais para atuar no transporte escolar do município, com um contrato como pessoa jurídica.

Além da incompatibilidade na lei, pelo fato do funcionário receber como pessoa física e jurídica ao mesmo tempo, outros detalhes agravam a situação e chama a atenção.

Primeiro que por ser funcionário público, Marcio José de Souza jamais poderia participar de licitação ligada à prefeitura de Salgueiro, muito menos na secretaria de educação, aonde o mesmo já está contratado. Outro questionamento é que no horário da licitação, o motorista contratado da prefeitura, deveria estar cumprindo seu expediente.

Em 2017, Márcio  foi contratado pela prefeitura municipal, através uma seleção simplificada duvidosa, onde o mesmo ficou em primeiro lugar como motorista, com nota 10. Em 2019, em nova seletiva,  ele concorreu novamente para a vaga de motorista de transporte escola, onde ficou classificado em sétimo lugar.

Os documentos apresentados pelo funcionário eram duvidosos, onde uma declaração entregue dizia que o mesmo prestou serviço para uma empresa pertencente a familiares de uma amigo, que também trabalha na prefeitura, mas não tinha nenhum outro comprovante do vinculo de trabalho. Também foi apurado que no mesmo período que supostamente trabalhava na empresa do amigo, Márcio tinha vinculo com outra empresa privada, e os horários não batiam. O fato chamou atenção e foi denunciado no Ministério Publico de Pernambuco, que investiga o caso.

Outro fato curioso e explícito é a preferencia pela contratação do Márcio José, por parte da direção da secretaria de educação, onde já tem conhecimento  que Márcio faz uso do veiculo oficial para fins pessoais. O automóvel utilizado por ele é sempre flagrado em frente a sua residência, por diversas horas e vezes por dia, algumas vezes com o mesmo dormindo dentro do veiculo e com ar-condicionado ligado, outras vezes transportando parentes.

Faça o primeiro comentário a "Boquinha nervosa: Funcionário da prefeitura de Salgueiro, recebe como pessoa física e jurídica, o que é incompatível com a lei"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*