Nova pagina 1

Cadeias Públicas de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta serão reformadas

As cadeias públicas das cidades de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta, todas no sertão de Pernambuco, vão passar por reformas conforme decisão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A cadeia de Cabrobó construída para acomodar 36 presos funciona em situação precária, no momento está com 64 presos, ou seja, está superlotada, já em Belém do São Francisco a cadeia foi desativada, a cadeia pública da cidade de Floresta também está desativada já fazem 10 anos.

A boa noticia é que o Ministério da Justiça e Segurança Pública sinalizou favoravelmente para a reforma dessas unidades prisionais, além das cadeias públicas de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta, vão ser contempladas com ações da Pasta de Sergio Moro, as cadeias de Carpina, Lagoa do Carro, Gravatá e Itambé.

Os presos da cadeia de Belém do São Francisco, foram transferidos para Arcoverde e Salgueiro. Para possibilitar a reforma e melhoramento das instalações física da cadeia de Cabrobó, os 64 detentos serão transferidos possivelmente para Salgueiro e Petrolina. Conforme informações não confirmadas, a reforma da cadeia de Cabrobó deve ficar na ordem de R$ 170 mil reais.

Via Blog do Didi Galvão

As cadeias públicas das cidades de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta, todas no sertão de Pernambuco, vão passar por reformas conforme decisão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A cadeia de Cabrobó construída para acomodar 36 presos funciona em situação precária, no momento está com 64 presos, ou seja, está superlotada, já em Belém do São Francisco a cadeia foi desativada, a cadeia pública da cidade de Floresta também está desativada já fazem 10 anos.

A boa noticia é que o Ministério da Justiça e Segurança Pública sinalizou favoravelmente para a reforma dessas unidades prisionais, além das cadeias públicas de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta, vão ser contempladas com ações da Pasta de Sergio Moro, as cadeias de Carpina, Lagoa do Carro, Gravatá e Itambé.

Os presos da cadeia de Belém do São Francisco, foram transferidos para Arcoverde e Salgueiro. Para possibilitar a reforma e melhoramento das instalações física da cadeia de Cabrobó, os 64 detentos serão transferidos possivelmente para Salgueiro e Petrolina. Conforme informações não confirmadas, a reforma da cadeia de Cabrobó deve ficar na ordem de R$ 170 mil reais.

Via Blog do Didi Galvão

As cadeias públicas das cidades de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta, todas no sertão de Pernambuco, vão passar por reformas conforme decisão do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A cadeia de Cabrobó construída para acomodar 36 presos funciona em situação precária, no momento está com 64 presos, ou seja, está superlotada, já em Belém do São Francisco a cadeia foi desativada, a cadeia pública da cidade de Floresta também está desativada já fazem 10 anos.

A boa noticia é que o Ministério da Justiça e Segurança Pública sinalizou favoravelmente para a reforma dessas unidades prisionais, além das cadeias públicas de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta, vão ser contempladas com ações da Pasta de Sergio Moro, as cadeias de Carpina, Lagoa do Carro, Gravatá e Itambé.

Os presos da cadeia de Belém do São Francisco, foram transferidos para Arcoverde e Salgueiro. Para possibilitar a reforma e melhoramento das instalações física da cadeia de Cabrobó, os 64 detentos serão transferidos possivelmente para Salgueiro e Petrolina. Conforme informações não confirmadas, a reforma da cadeia de Cabrobó deve ficar na ordem de R$ 170 mil reais.

Via Blog do Didi Galvão

Faça o primeiro comentário a "Cadeias Públicas de Cabrobó, Belém do São Francisco e Floresta serão reformadas"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*