Nova pagina 1

Olhos: você precisa cuidar deles

Os cuidados com a saúde ocular começam na maternidade, logo ao nascer.

Abrir os olhos é a primeira coisa que fazemos ao acordar. E até fechá-los novamente, qualquer atividade do dia a dia dependerá totalmente desse órgão para ser executada, seja ao dirigir um carro, fazer compras no supermercado ou escolher a roupa com a qual você irá trabalhar, por exemplo. Porém, verdade seja dita, o brasileiro deixa a desejar em matéria de prevenção. Somos um País com mais de 1,2 milhão de deficientes visuais – ou seja, pessoas cegas ou com visão reduzida -, e o chocante disso tudo é que 80% dos casos de cegueira são evitáveis ou tratáveis, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Para deixar o cenário mais preocupante, dos 65% dos brasileiros com alguma dificuldade de enxergar, metade não faz nenhum acompanhamento anual com um médico oftalmologista.

Porém, mesmo com o alerta dos especialistas, muitos vão ao consultório só quando percebem sintomas de dores de cabeça ou dificuldade de leitura para saber se precisam usar ou trocar o grau dos óculos. Mas essa é apenas uma parte dos problemas que devem ser investigados. Se for elencar, a catarata, caracterizada pela opacidade do cristalino ocular, destaca-se como a principal causa da cegueira, sendo responsável por 47% dos casos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Logo após, vem o glaucoma (12%), degeneração macular relacionada à idade (9%), além de outras doenças importantes como ceratocone (doença degenerativa que provoca a deformação da córnea) e retinopatia diabética, provocada pelo aumento de diabetes no sangue e que, se não tratada, pode levar à cegueira.

A dona de casa Valéria Barbosa Rocha, 51 anos, não sofre de catarata, mas da segunda maior causa de cegueira no mundo, o glaucoma. A doença é o aumento da pressão intraocular e causa diminuição progressiva da visão devido à morte de células da retina e danos estruturais do nervo óptico. Hoje Valéria vê que prevenir é sempre o melhor remédio para um diagnóstico precoce. Foi num exame de rotina que ela descobriu que sofria do mesmo mal que o seu irmão mais velho. “A sorte é que todo ano faço os meus exames de rotina e isso inclui o oftalmo. Os colírios são caros, mas, eu pagaria muito mais caro se ficasse cega”, declara, fazendo um alerta a partir da sua experiência de vida: “O problema é que as pessoas só tendem a cuidar da sua saúde quando veem que não estão bem. Mas glaucoma é silencioso. É preciso cuidado”. No Brasil, estima-se que quase 1 milhão de pessoas tenham glaucoma e 70% delas sequer sabem que têm a doença.

De acordo com a médica oftalmologista do Hospital de Olhos de Pernambuco (Hope) Bruna Ventura, os cuidados com a saúde ocularcomeçam na maternidade, logo ao nascer. É ao fazer o Teste do Olhinho, obrigatório por lei, que doenças congênitas ou hereditárias podem ser detectadas no bebê, como um glaucoma ou catarata. Esse teste, rápido e indolor, também pode identificar a retinoblastoma, tipo de câncer ocular mais comum em crianças. “É preciso atenção máxima com a saúde dos olhos em todas as fases da vida. E esse cuidado deve ser redobrado quando houver histórico de doenças oculares na família. O recomendado é fazer o exame uma vez ao ano”, reforça Bruna, que há seis anos se dedica ao tratamento da catarata em crianças e adultos.

Com as técnicas modernas graças ao avanço tecnológico, já não é necessário esperar a progressão da catarata para operá-la. Antigamente, a remoção da opacidade no cristalino ocular só acontecia com uma grande incisão, que exigia que o centro estivesse bem duro – o que só acontece com a progressão da doença. “A cirurgia a laser não exige isso, podendo ser realizada logo no começo do diagnóstico. A cirurgia é rápida, indolor e no mesmo dia o paciente é liberado para casa. Ao fazer a cirurgia de catarata o quanto antes, você ganha qualidade de vida e segurança”, afirma Bruna, ressaltando que antes de realizar o procedimento, é preciso contar com a orientação de um oftalmologista. Mas, assegura, uma vez feita a cirurgia a longevidade é garantida.

Fonte Folhape

Faça o primeiro comentário a "Olhos: você precisa cuidar deles"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*