Nova pagina 1

‘Guerra’ entre as mulheres em torno de Jair Bolsonaro se intensifica

Os números e a proximidade do dia da votação acirraram a guerra nas redes sociais entre a avassaladora maioria que combate “O Coiso” e as defensoras de “O Mito”

O voto feminino nessas eleições representa 52,5% do total de votantes, segundo o TSE / Foto: Agência Brasil

O voto feminino nessas eleições representa 52,5% do total de votantes, segundo o TSE.

50 mil viagra.

A relação entre o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e o eleitorado feminino é de “amor e ódio”. No caso, muito mais rejeição do que adesão. Capitão da reserva do Exército, ele é o atual líder nas intenções de voto, seja no Ibope (26%) ou no Datafolha (24%). A menos de um mês para as eleições do dia 7 de outubro, ele cresce na intenção de voto entre as mulheres ao mesmo tempo em que a rejeição contra ele, partindo das eleitoras, também aumenta. Os números – significativos dos dois lados – e a proximidade do dia da votação acirraram a guerra provocada pelo candidato nas redes sociais entre a avassaladora maioria que combate “O Coiso” e as defensoras de “O Mito”.

Criado no dia 30 de agosto no Facebook, o grupo Mulheres Unidas Contra Bolsonaro já alcançou mais de 1,6 milhão de adeptas. O movimento, que se diz apartidário, traz a seguinte apresentação: “Grupo destinado à união das mulheres de todo o Brasil (e as que moram fora do Brasil) contra o avanço e fortalecimento do machismo, misoginia e outros tipos de preconceitos representados pelo candidato Jair Bolsonaro e seus eleitores.”

Fonte JC

Faça o primeiro comentário a "‘Guerra’ entre as mulheres em torno de Jair Bolsonaro se intensifica"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*