Nova pagina 1

EFEITOS DA CAIXA DE PANDORA – CAOS NO TRANSPORTE ESCOLAR DE SALGUEIRO TENDE A PIORAR

No decorrer desta última semana do mês de fevereiro de 2018, e desde a semana passada, muitos meios de comunicação tem publicado matérias a respeito do caos que se encontra o transporte escolar da gestão CLEBEL CORDEIRO/DR. CHICO.

Iniciaram-se as aulas municipais e, falta transporte escolar para diversas localidades rurais, não há transporte para alunos das escolas estaduais e do IF, além do já conhecido problema do ano de 2017 que é a precariedade dos ônibus que transportam os estudante. Ônibus quebrado é a regra para várias localidades.

A situação é tão ruim que foi marcada uma reunião para quarta-feira da semana passada, dia 21/02/2018, convocada pelo Ministério Público, para que o Prefeito regularizasse a situação, porém, não se realizou.

Novamente, para verdadeiro vexame de todos os Salgueirenses, o transporte escolar foi alvo de matéria no NETV de Petrolina, demonstrando que a situação é verdadeiramente assustadora.

Esperava-se que, após um ano de tantos e tantos problemas, que a gestão tivesse se organizado para realizar uma licitação em tempo hábil e, que o início das aulas em 2018 se desse sem maiores dificuldades.

LEDO ENGANO.

Ao que tudo indica, a situação está é pior que antes, já que desta vez, não há como o poder executivo dispensar a licitação por declaração de calamidade pública.

O que acontece com o transporte escolar é que, a gestão Clebel/Dr. Chico está devendo três meses (outubro, novembro e dezembro de 22017) a antiga prestadora de serviço, TRANSLOC e, afirmou que não pagaria de forma alguma, podendo esta procurar a Justiça.

Como não foram pagos estes meses, a TRANSLOC está devendo DOIS MESES AOS MOTORISTAS, sim, dois meses, porque ela se dignou em pagar os salários de outubro.

E o que tem isto haver com a atual situação?

Tem que, a nova empresa que ganhou a licitação, ainda não assinou o contrato, ou o contrato ainda não foi convalidado (não conseguimos saber exatamente qual o problema).

Sem o contrato regularizado, só tem transporte escolar no município porque o Prefeito Clebel Cordeiro, fez uma reunião com os proprietários dos veículos e PEDIU que todos começassem a trabalhar para evitar o prejuízo de atrasar ainda mais o início das aulas, com a promessa que regularizaria a situação o mais rápido possível.

Com isto, os ônibus estão rodando sem contrato. Na verdade, os proprietários não sabem nem sequer quanto será remuneração pelo serviço.

Daí nasce o grande problema, que pode levar ao um caos ainda maior. Os motoristas estão prestes a PARALISAREM OS SERVIÇOS, caso o prefeito não regularize suas situações e que também não lhes paguem.

Como estão com dois meses sem receber do contrato anterior, praticamente todos os proprietários dos ônibus escolares estão também DEVENDO AOS POSTOS DE COMBUSTÍVEIS e, por isso, caso não tenham contratos em mãos ou então paguem os débitos, estão sem poder colocar combustível fiado.

Caso a gestão Clebel Cordeiro/Dr. Chico não consigam regularizar estas pendências até o início da próxima semana, a possibilidade de paralisação do transporte escolar é uma possível e dura realidade.

Assim, o caos que já se estabeleceu, tende a piorar e, com isso paralisar também as aulas.

Apena para relembrar, quando fizemos a primeira matéria sobre os atos iniciais da gestão Clebel Cordeiro/Dr. Chico, informamos que daquela forma abriram a caixa de pandora e, agora, um ano após, começamos a sentir os seus efeitos.

Diferentemente do ano de 2017, que a atual gestão municipal encontrou uma prefeitura sem nenhum débito e com dinheiro em caixa, hoje o início do segundo ano se dá DEVENDO E SEM CAIXA para pagar.

Antes, os compromissos não existiam, pois estavam pagos e o FPM entrava para depois ser gasto.

Hoje, a prefeitura depende de receber o FPM para pagar seus compromissos, ou seja, o FPM está comprometido ou gasto antes mesmo de ser recebido.

Esperemos para ver como será contornada a situação.

Claudionor Cavalcante

 

3 comentários a "EFEITOS DA CAIXA DE PANDORA – CAOS NO TRANSPORTE ESCOLAR DE SALGUEIRO TENDE A PIORAR"

  1. Adelmario Cavalcante | 01/03/2018 às 18:30 | Responder

    Não é preciso ser nenhuma “Pitonisa” para se prever um período sombrio, que infelizmente, está se desenhando sobre a nossa cidade. A linha tênue que separa a incompetência e a inexistência de boa fé, não existe mais.

  2. Maria de Fátima alves | 01/03/2018 às 18:34 | Responder

    Parabéns Claudionor por manter informações,para todos que um verdadeiro carinho por Salgueiro,seus filhos e agregados.

  3. Elpidio Alencar de Souza | 01/03/2018 às 22:30 | Responder

    Ministério público? Que ministério público? Se existisse, esse desmanche da educação não estaria acontecendo. O que revolta é saber que uma cidade premiada na gestão educacional, vive esse caos,e se for falar em saúde, a coisa é mais feia ainda.
    Repito, que Ministério Público? Se existisse aqui em Salgueiro, já teriam tomado as providências.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*